Pesquisar este blog

24 de fev de 2012

“Born This Way”, de Lady GaGa, foi nomeado o álbum mais pretensioso de todos os tempos!

O site NME publicou uma lista com os dez álbuns mais pretensiosos de todos os tempos. Entre esses, estavam artistas como Metallica, KISS, Lou Reed, e, em primeiro lugar, Lady GaGa.

Num trecho da matéria publicada em um dos blogs da NME, dizia:

“Por algum tempo, Gaga foi a estrela do pop mais empolgante do planeta. Mas, em 'Born This Way', ela parecia acreditar na sua própria hype, convencida de que tinha uma mensagem para compartilhar. Escutei um álbum de 'hinos' pesados que não conseguiram mascarar o fato de que não havia nenhuma diversão”. (Retirado do site Vagalume).





Segundo a autora da crítica, o momento mais pretensioso do álbum é a faixa “Scheiße”, cantada em alemão.

Lady GaGa rebateu a crítica no twitter:

“Oh, a ironia de ganhar 'O Álbum Mais Pretensioso de Todos os Tempos' de ninguém menos que a NME. *revirando os olhos* Eu poderia rir para sempre e depois voltar ao narcisismo”.

Agora, dando a minha opinião sobre o assunto, acho que a autora da matéria se equivocou sobre o álbum, até mesmo o comentário da música “Scheiße”. Mas não vou comentar e analisar a letra da música, porque não é essa a intenção, mas, se quiserem fazer, eu digo para prestarem atenção nessa parte:

“Quando eu tenho uma missão 
Eu reprimo a minha condição 
Se você é uma mulher forte 
Não precisa de permissão”

A partir daí, você pode ler a letra e tirar suas próprias conclusões.

Agora, falando sobre o álbum em geral, a Lady GaGa conseguiu tudo o que ela esperava e mais um pouco: Sucesso, Polêmica e Atenção. Atenção, no sentido de saber que a mensagem central do álbum foi observada e admirada, tanto que “Born This Way” (primeiro single) concorreu o prêmio de “Melhor Vídeo com Uma Mensagem”, foi a primeira música a estrear na primeira posição no chart global e permanecer por mais de uma semana, bateu o recorde no iTunes como single com a venda mais rápida, além de estrear no Top 5 em mais de 42 países chegando ao número um em 30 deles. E não, não é apenas pelas vendagens e recordes alcançados que temos certeza que a mensagem (da música e do álbum) foi integralmente percebida. Para aqueles que precisam de mais algumas “provas”, bem: A música também foi censurada em vários países, parcialmente e completamente. Grupos religiosos atacaram e condenaram a cantora. 



Devagar, vamos por partes:

Uma das principais mensagens do CD é a auto-aceitação e o apoio à comunidade homossexual (já entendemos o porquê dos cristãos serem contra). Na Malásia, onde a homossexualidade é considerada uma ofensa criminal, o governo criticou “Born This Way” pela acomodação da sexualidade e do feminismo.

Outro ponto duramente criticado pela igreja, foi pelo lançamento da música “Judas”, como segundo single, na semana santa. Eu sinceramente achei uma jogada de marketing genial, mas tenho que concordar que foi apelativa.

GaGa sempre deixou bem claro que luta pelos direitos humanos, pela comunidade gay e prega a auto-aceitação. E, se o CD mais bem trabalhado do artista ultrapassa tantas barreiras e atinge seu objetivo, acho que ele pode sim ser considerado um grande sucesso, uma coletânea de hinos (para determinado grupo, é claro). GaGa prometeu isso para o álbum “Born This Way”, e ela cumpriu com bônus.

Se quiserem ouvir o álbum, eu recomendo! Já disponibilizamos um link para download AQUI.

0 comentários:

Postar um comentário

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More